O Cadeirante Feliz

       


     “Estou aqui no comboio a dirigir-me para o trabalho a pensar na pouca vontade que estou e o quanto preferia estar em casa no meu sofazinho a ver um belo dum filme,  ao meu lado encontra-se um senhor numa cadeira de rodas acompanhado por uma senhora.
Eles captaram a minha atenção  porque independentemente das suas dificuldades motoras estava com um grande sorriso estampado na cara e disse a senhora que esta feliz porque hoje vai passear o dia todo.

     Isto deixa-me a pensar o quanto nós damos cada vez menos valor as coisas que realmente importam, enquanto uns estão deprimidos porque não têm dinheiro para comprar a última marca de telemóvel que entrou no mercado, ou porque não podem ir de férias para o hawaii ou mesmo porque não pode sair a noite porque trabalha no dia seguinte, este senhor que poderia ter todas as razões do mundo para estar menos contente, está com um sorriso contagiante e feliz por poder ir passear o dia todo.”

O que se passa connosco?
Porque esquecemos-nos que é as pequenas coisas que realmente nos dão felicidade e não as coisas materiais?

                                                             Filipa Caldeira